O mercado imobiliário é cheio de oportunidades de crescimento e ganhos financeiros e, além disso, é uma área onde não existe estagnação. Se o profissional se dedicar, é bem possível que ele chegue muito longe na carreira.

Não faltam bons motivos para ingressar nesse segmento e trabalhar como corretor de imóveis. Os principais você confere a seguir. Confira!

Possibilidade de construir uma carreira sólida

O setor de construção civil não para e o mercado imobiliário também não! Isso faz com que sempre haja espaço para corretores de imóveis. Por isso, o corretor que se destaca na execução de suas funções, especialmente em relação às vendas, acaba consolidando a sua carreira no segmento. Os que possuem diferenciais na área de comunicação, gestão, empreendedorismo e liderança acabam tendo grandes chances de ocupar cargos de gerência ou coordenação.

Autogerenciamento e flexibilidade de tempo

Esse é um grande atrativo da profissão de corretor, afinal, reflete diretamente na qualidade de vida do profissional. Na área de corretagem imobiliária é possível flexibilizar o tempo, trabalhar em horários alternativos e gerir a própria agenda. O trabalho pode ser feito parcialmente em “home office” e mesmo com muitos compromissos esse profissional consegue ter tempo livre – e de qualidade – com a família.

Ganhos Financeiros

A carreira de corretor é promissora e oferece grandes oportunidades de ganho financeiro. Se pararmos para pensar, o faturamento de um corretor é atrativo porque apesar de o salário não ser fixo, as comissões são elevadas. Os bens que esses profissionais comercializam tendem a custar acima de R$ 100 mil, podendo passar de milhões. Portanto, a tradicional taxa de intermediação de 6% pode ser bem vantajosa. Mas tem um detalhe: se quiser faturar alto, o corretor precisa se dedicar e trabalhar bastante.

Melhora dos conhecimentos técnicos

Ao trabalhar como corretor, o profissional aumenta sua bagagem técnica e cultural, até porque ele precisa transitar por diferentes áreas, incluindo o mercado financeiro, o direito, a tecnologia, matemática, arquitetura, decoração e construção civil. O dia a dia de corretagem faz com que ele aprenda constantemente. Isso, por si só, é um ganho!

Outro ponto importante é que o corretor passa a conhecer melhor a cidade onde vive, além de aprender a negociar, convencer, ceder. Todos esses conhecimentos podem ser transportados para a vida prática, concorda?

A idade não é um fator de exclusão

A profissão de corretor é uma das poucas nas quais a idade não é um fator de exclusão. Esse ofício é democrático em termos de faixa etária e esse definitivamente não é um aspecto impeditivo para trabalhar na área imobiliária. Jovens recém-cadastrados no CRECI ou senhores de cabelos brancos podem ser corretores. Basta ter um bom poder de persuasão, vontade de trabalhar e, claro, possuir perfil para atuar na área.

Contato e interação com outras pessoas

Ser corretor de imóveis é excelente para melhorar os relacionamentos e a forma de lidar com o outro, mesmo porque todos os dias esse profissional conhece pessoas novas. Ele convive com diferentes hábitos, gostos e necessidades e, por isso, aprende naturalmente a gerenciar conflitos, se comunicar com empatia e decifrar além dos sinais verbais emitidos pelos clientes.

E aí, quais são os motivos que te fizeram virar corretor? O que te mantém nessa profissão? Compartilhe suas opiniões conosco!

Comente aqui