O processo de comprar uma casa ou apartamento pode ser longo e desafiador. É uma jornada estressante tanto para o cliente quanto para o corretor de imóveis. A situação pode ficar ainda mais crítica quando compradores e locatários adotam um comportamento nada agradável com o corretor. Confira as atitudes de clientes que fazem com que os profissionais de imóveis percam a cabeça.

Pedir para realizar visitas adicionais, levar um grupo enorme para visitar o imóvel, mas nunca fazer uma oferta

É comum que alguém que deseje comprar um imóvel realize uma visita com diversos outros interessados em potencial e, posteriormente, peça para realizar uma visita individual (ou até mesmo duas ou três). No entanto, é extremamente frustrante para o corretor quando o potencial comprador chega para a visita com uma turma que inclui decorador, arquiteto, empreiteiro e até mesmo amigos, gasta mais de duas horas medindo os cômodos e, no final das contas, não faz nem mesmo uma oferta pelo imóvel.

É claro que o cliente tem todo o direito de visitar seu futuro imóvel mais de uma vez para decidir se realmente deseja viver lá, mas será que é realmente necessário levar profissionais para medir e amigos para avaliarem a propriedade antes mesmo de fazer uma oferta? Se for o caso, coloque um limite e pergunte se o cliente está realmente interessado no imóvel. É uma atitude que poupa tempo das duas partes.

Fazer ofertas muito abaixo do valor pedido inicialmente

Você está vendendo um imóvel no valor de R$ 400 mil. Um potencial comprador, no entanto, oferece R$ 300 mil pelo apartamento. O pior: isso não acontece porque a propriedade está com um valor muito acima do mercado ou porque tem algum problema sério, mas simplesmente porque o cliente quer uma barganha. Chato, não?

Oferecer um valor muito abaixo do que está sendo pedido no imóvel é perda de tempo para as duas partes. O vendedor não irá baixar o preço em R$ 100 mil sem nenhuma razão, mesmo que o imóvel esteja à venda há algum tempo. A única vantagem em algum comprador fazer uma oferta inicial muito baixa é que você poderá usar a proposta para incentivar o vendedor a abaixar um pouco o valor cobrado, o que pode ser uma boa oportunidade para fechar com outro comprador. A questão é que fazer uma oferta é aceitável, mas é necessário que o cliente seja realista em relação ao valor que vai oferecer.

Planeja pedir uma redução de preço durante a vistoria final, mas não avisa ao corretor

É comum que a vistoria final antes de comprar um apartamento revele alguns probleminhas que não tinham aparecido até então. É aceitável, nestes casos, pedir um abatimento para o vendedor/locatório para realizar os ajustes necessários. No entanto, muitas vezes esta redução já está prevista desde o início, mas o potencial comprador, querendo tirar vantagem no negócio, só planeja requisitar o abatimento na reta final, o que atrasa toda a negociação. Para evitar este problema se antecipe e já mostre a oferta para o comprador. Se ele não aceitar, é melhor buscar outra opção.

Lidar com atitudes desagradáveis faz parte do trabalho. Você já passou por alguma situação dessa natureza? Se sim, compartilhe-a conosco! Até a próxima!

Quer saber mais sobre o BemDireto? Confira aqui todas as oportunidades para gerar novos negócios.

Comente aqui